sexta, 17 abril 2020 10:14

5 dicas para ser mais produtiva em teletrabalho

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

A resposta de muitas empresas ao período de isolamento voluntário foi o regime de teletrabalho.

Trabalhar em casa exige alguma adaptação, especialmente para quem nunca passou pela experiência. Não é fácil manter a produtividade quando pode trabalhar no seu sofá, em frente à televisão e a situação pode tornar-se ainda mais complicada quando vive acompanhada, especialmente com crianças. Tem obviamente os seus benefícios, contudo gerir a própria motivação é uma tarefa árdua.

O momento é atípico e, acima de tudo, exige muita ginástica mental.  Manter o foco e a concentração é um autêntico desafio perante tantas distrações e é exatamente neste campo que a inComum Magazine pretende ajudá-la. Neste artigo, vai encontrar 5 dicas essenciais para ser mais produtiva em teletrabalho.

Vista-se e mantenha a sua rotina

Pode parece irrisório, mas vestir-se é efetivamente meio caminho andado para ser mais produtiva. Obviamente, não é necessário utilizar roupa formal – aliás, recomendamos que mantenha o conforto – mas sair do pijama é essencial para entrar no mindset correto e aumentar a sua produtividade. O mesmo para as suas rotinas habituais: tome um duche, arranje o cabelo e maquilhe-se, se esses passos faziam realmente parte do seu dia-a-dia. São uma mais valia para sentir que “vai para o trabalho” e que tem de estar focada. Ah, e lembre-se: o fato de estar a trabalhar em casa não significa que ninguém a vai ver. Caso tenha uma videochamada mais urgente, já está preparada!

Determine um espaço específico para trabalhar

Um dos maiores desafios de trabalhar em casa é fazer a separação do ambiente de casa do ambiente do trabalho. O que é que isto significa? Que, muitas vezes, criar esta linha que separa os dois mundos não é fácil. Há pessoas que sentem que estão constantemente envolvidas no trabalho e outras que nunca se conseguem comprometer a 100%.

Se está habituada a sair para trabalhar todos os dias, distanciar o espaço físico de trabalho do espaço físico de casa é crucial. Destinar uma divisão específica para o trabalho é o ideal (de preferência, a mais sossegada), contudo é igualmente eficaz fazê-lo num pequeno espaço na sua sala, por exemplo. No fundo, tudo o que precisa é de uma boa cadeira e de uma mesa, onde possa apoiar o seu computador e todo o material complementar. Evite apenas ter distrações muito perto do espaço, como uma televisão. Ter um espaço específico onde pode dedicar-se ao seu trabalho vai imprimir-lhe a ideia de que “está a chegar ao trabalho” e de que “está a sair do trabalho”, ajudando a construir este limite.

Se mora com outras pessoas, especialmente com crianças, tente deixar esta delimitação bem clara: aquele é o seu espaço de trabalho e, quando lá está, devem evitar incomodá-la.

Cumpra os seus horários

Defina horários. Estar em casa não significa nem que tem de estar sempre a trabalhar nem que não tem de cumprir um horário de trabalho. Obviamente que o momento permite alguma flexibilidade horária, mas não ter um horário de trabalho é mais prejudicial que benéfico. Ir fazendo as tarefas à medida que vão aparecendo ou conforme lhe apetece, só lhe vai passar a sensação de estar constantemente a trabalhar – o que, a longo prazo, vai terminar em frustração. Saber a que horas começam e terminam as suas tarefas obriga-a a estar focada durante determinado período, aumentando consequentemente a sua produtividade. Se trabalha com uma equipa, ter um horário comum é também vantajoso, já que facilita a comunicação.

Se continua a não ser a maior fã de horários, faça uma lista. Uma lista de tarefas é uma excelente opção para a manter motivada e produtiva e para visualizar todas as tarefas que tem para fazer durante o dia. É um ótimo método de organização, que muito facilmente ajuda à produtividade – já que tudo o que quer é ver aquelas tarefas concluídas, certo?

Faça pausas

Mantenha as pausas que já faz habitualmente no seu trabalho. Se costuma fazer uma pausa de trinta minutos durante a manhã, divida-a em três pausas de dez minutos e cumpra-as disciplinadamente. Se necessário, coloque alarmes no telemóvel para relembrá-la que tem de voltar ao trabalho. Resista também à ideia de não parar: não desligar durante alguns minutos vai comprometer a sua produtividade passadas algumas horas. Fazer pausas permite que se mantenha mais focada, exatamente por fazer com que se distancie temporariamente do que está a fazer, sem abdicar da consciência de que está no trabalho.

Comunique com a sua equipa

Trabalhar em casa pode parecer um trabalho individual mas a verdade é que, se trabalha em equipa, a comunicação deve continuar a existir. Crie estratégias que efetivamente funcionem, como reuniões por videochamada, grupos de trabalho no Teams ou quadros colaborativos de tarefas. Fuja dos e-mails, mantendo o fluxo da caixa mais direcionada para a empresa e dirija a sua comunicação para meios mais rápidos e mais dinâmicos. Ah, e continue a privilegiar a comunicação cara a cara, mesmo que por meios digitais. Além de facilitar a aproximação da equipa, é uma excelente forma de se relembrar a si própria que não está sozinha nisto. Estamos todos no mesmo barco.

Ler 232 vezes