terça, 03 dezembro 2019 10:15

A creatina e o seus benefícios

Escrito por
Classifique este item
(2 votos)
A creatina e o seus benefícios A creatina e o seus benefícios

A creatina é um dos suplementos mais utilizados pelos atletas no mundo do desporto.

De origem natural, é utilizada para melhorar o desempenho físico, aumentar a massa muscular e prevenir o aparecimento de lesões. Muitas pessoas acreditam que a creatina é insegura e que provoca inúmeros efeitos secundários, mas, na realidade, é um dos suplementos mais testados cientificamente e tem um grande perfil de segurança.

A creatina é uma substância que se encontra naturalmente nas nossas células musculares. Ajuda os músculos a produzir energia quando realizamos um exercício mais pesado ou quando praticamos exercícios de alta intensidade.

Diversos fatores podem afetar as reservas de creatina, incluindo a ingestão de carne, o exercício, a quantidade de massa muscular e os níveis de determinadas hormonas no nosso corpo. Cerca de 95% da creatina é armazenada nos músculos (na forma de fosfocreatina) e os outros 5% encontram-se no cérebro, rins e fígado.

Quando toma um suplemento de creatina obtém diversos benefícios:

  • Aumenta as reservas de fosfocreatina, o que contribui para a maior produção de energia durante o exercício.
  • Contribui para o rápido crescimento do músculo através da criação de novas fibras musculares pelo aumento dos níveis de IGF-1 (hormona de crescimento) e pelo aumento da quantidade de água nos músculos que promove o aumento do seu volume.
  • Melhora a performance dos exercícios de alta intensidade no que diz respeito a força, resistência à fadiga e resistência muscular, recuperação, desempenho cerebral e capacidade de sprint;
  • Desacelera ou reduz a progressão de doenças de natureza neurológica (estudos realizados apenas em animais);
  • Diminui os níveis de açúcar no sangue pois promove a função do GLUT4 (molécula responsável pelo transporte de glucose do sangue para os músculos) e, desta forma, diminui o risco de desenvolvimento de diabetes;
  • Reduz o cansaço e fadiga.

Relativamente à dose de suplementação poderá começar por uma fase inicial em que consome 20g de creatina por dia durante 1 semana, divididas por 4 porções de 5g e depois mantém entre 3 a 5g diárias para manter os níveis de creatina ou então poderá consumir apenas 3 a 5g por dia sem fazer essa fase inicial. No entanto, desta forma, os efeitos poderão aparecer mais lentamente. Quanto à sua segurança, inúmeros são os estudos que não verificam qualquer efeito secundário na suplementação de creatina. No entanto, caso queira fazer algum tipo de suplementação procure a opinião do seu médico ou nutricionista.

Artigo da nutricionista Catarina Sofia Correia, da Clínica Tejo Saúde, Parceira Fitness Hut - Grupo VivaGym

Ler 711 vezes Modificado em terça, 30 junho 2020 09:18