domingo, 07 junho 2020 16:11

As crianças devem comer a ver televisão?

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)

Uma das grandes preocupações de todos os pais é a nutrição dos seus filhos.

Existe sempre uma sensação de vitória quando se consegue que os pequenos comam tudo o que lhes colocamos no prato.

Mas devemos ter em consideração que é extremamente importante não ter comportamentos que impeçam as crianças de se relacionarem com a comida desde o início.

É fundamental oferecer opções saudáveis, estabelecer rotinas e horários e desfrutar da comida com os filhos.

Um método muito utilizado pelos pais para conseguirem que os mais pequenos comam tudo é ligarem a televisão e mantê-los distraídos enquanto comem, mas esta atitude não permite que as crianças experienciem verdadeiramente os sabores, os cheiros, texturas e sensações no ato de comer. Ao estarem focados na televisão, eles comem de forma automática, sem ter consciência do que comem, perdendo a noção da quantidade de alimento ingerido, podendo consumir muito mais calorias.

Segundo a American Academy of Pediatrics nunca devemos cometer o erro de  colocar os filhos em frente a um ecrã na hora das refeições.

Nesta primeira fase da vida não parece ter grande importância, mas no futuro vão ser jovens e adultos com mais dificuldades em experimentar novos sabores e em dar importância a uma alimentação saudável.

Acontece por vezes as crianças dizerem que só comem se for em frente à televisão ou a mexer no telemóvel dos pais. Se ceder uma vez, ela irá querer sempre isso, por isso não ceda e não se preocupe, apenas lhe diga que a comida está na mesa e vai ver que quando ele tiver fome irá comer.

Está mais do que comprovado, que as  refeições feitas em família sem a presença da televisão e dos telemóveis fortalece a relação entre os familiares e promove hábitos alimentares mais saudáveis, especialmente se os pais já os tiverem. O bom exemplo é o primeiro passo para tudo na vida.

Ensine o seu filho a comer, fale-lhe da importância de se alimentar bem para ter energia para as brincadeiras e não o faça sentir como se a hora da refeição fosse uma obrigação.

Em relação a este assunto e outros relacionados com os seus filhos é sempre importante se aconselhar com um pediatra.

Pode também ter interesse no artigo Como lidar (e parar) com a birra do seu filho

Ler 224 vezes Modificado em domingo, 07 junho 2020 16:20