quarta, 22 janeiro 2020 15:32

Dicas para parar de roer as unhas

Escrito por
Classifique este item
(2 votos)
Como parar de roer as unhas Como parar de roer as unhas

Siga algumas dicas para deixar para trás este vício que destrói as unhas e que pode interferir na sua saúde.

Roer as unhas é um hábito nervoso comum. O impulso que leva alguém a roer as unhas é, normalmente, uma manifestação física de um estado emocional negativo, como a ansiedade, nervosismo, stress, tensão, ou até mesmo tédio. Também tende a aparecer em pessoas que se sentem em baixo, inseguras ou simplesmente com fome.

Por outro lado, os cientistas ainda estão a estudar se este hábito pode ser genético. O que eles sabem de certeza é que crianças que têm pais que roem as unhas têm uma maior probabilidade de também roer as unhas. Aliás, estudos demonstraram que isto acontece mesmo que os pais deixem de roer as unhas antes do bebé nascer.

Mas seja qual for o seu caso, as consequências de roer as unhas são significativas e podem resultar em problemas graves. As unhas não ficam só doridas, elas acabam por ficar deformadas e mutiladas. Para além disso, roer as unhas pode causar cáries nos dentes, assim como o crescimento de bactérias ao redor das unhas o que as deixa propensas a infeções.

Ainda, é importante salientar que este é um hábito muito frequente entre as crianças e os adolescentes, mas, infelizmente, muitos deles não conseguem parar e acabam por levá-lo para a idade adulta. Será que é esse o seu caso?

Torna-se, deste modo, fundamental haver uma espécie de prevenção e tratamento quando assim for necessário. É claro que, tal como qualquer outro vício, deixar de roer as unhas não é tarefa fácil e, muito provavelmente, como já deve saber, não o vai conseguir fazer de um dia para o outro.

De qualquer forma, existem algumas dicas que pode seguir que a vão ajudar a começar a largar este vício e a abandoná-lo completamente. Como tudo, é preciso paciência, força de vontade e algum esforço da sua parte.

Roer Unhas Dentes

Descubra os gatilhos

Este é o primeiro passo que tem de cumprir. Observe como se sente e tenha atenção ao que está a fazer quando começa a roer as unhas. Passe para o papel estes elementos para depois poder tentar encontrar a melhor maneira de lidar com eles.

Aliás, segundo especialistas, até encontrar a causa, que normalmente se prende com determinados eventos, certas pessoas ou estados emocionais, é provável que nunca consiga deixar de roer as unhas para sempre.

Use proteções

Se não consegue chegar às unhas, não as vai roer. Claro que não vai usar luvas quando não precisar delas, mas nesses casos procure usar adesivos feitos para cobrir as unhas.

Pratique ‘mindfulness’

Enquanto está a roer as unhas, esteja bem presente no momento; pense em todos os aspetos do que está a fazer e do que sente: o sabor na boca, a dor nas mãos, o atrito e a elasticidade da pele… Já não sabe tão bem, pois não?

Parar para pensar ajuda a substituir a sensação falsa de satisfação com a realidade e, portanto, a pensar no quão mau é roer as unhas.

Gaste dinheiro em manicures

Se gastar tempo e dinheiro numa manicure toda bonita, tem mais um motivo para não roer as unhas.

Está provado, aliás, que as pessoas que pagam por manicures têm uma menor tendência a roer as unhas.

Corte as unhas curtas

Roer Unhas Cortar Curtas

Se não tiver unha suficiente para agarrar com os dentes, a sensação de satisfação que habitualmente sente não vai ser a mesma.

Mantenha-se ocupada

Faça uso de uma bola de stress ou uma daquelas canetas em que pode clicar eternamente para ter as mãos atarefadas. Também pode mastigar uma pastilha elástica para manter a boca ocupada.

Cumpra pequenas metas

Tente parar de roer as unhas da mão direita durante uma semana ou até só uma unha de um dos dedos da mão direita, como o polegar. Depois desssa semana, acrescente mais um dedo, como o indicativo. Continue assim até não roer nenhuma unha de nenhum dedo.

Pense nos germes

Antes de roer as unhas lava as mãos? A resposta deve ser não.

Agora pense em tudo o que já ouviu sobre o facto das mãos serem uma fonte de germes, fungos, bactérias, etc. (que podem levar a doenças), e em todos os lugares que já pousou as mãos durante o dia.

É, aliás, comum encontrar pessoas com verrugas nas mãos que, por roer as unhas, acabam com verrugas nos lábios, na boca ou até na laringe.

Ainda quer pôr os dedos na boca?

E também nos dentes

Roer as unhas pode provocar graves problemas na saúde oral uma vez que a força de roer pode ser transferida até à raiz do dente. Isto pode levar a lascas nos dentes, feridas nas gengivas, cáries e infeções.

Imagine um dos seus dentes da frente lascados porque decidiu roer uma unha. Não ia ser lá muito bonito. Lembre-se que os dentes não são ferramentas.

Torne-as repulsivas ao paladar

Roer Unhas Pintar

Existem vernizes de unhas específicos, e outros produtos, com sabores amargos, que pode aplicar nas unhas e que a vão fazer pensar duas vezes antes de as mordiscar.

Também unhas falsas, como as unhas de acrílico, podem ser uma boa opção. Elas são duras demais para morder.

Utilize uma aplicação

Existem algumas aplicações para o telemóvel, como Streaks ou Goalify, que a ajudam a criar novos hábitos e a desfazer-se de antigos.

Faça o contrário

Se lhe surge a vontade de roer as unhas, faça o oposto e cuide delas. Passe um creme nas mãos, lime as unhas e pinte-as.

Tenha atenção às unhas esgaçadas

Muitas vezes as pessoas começam a roer a unha depois de tentarem arranjar aquele pedacinho que lascou.

Ande com uma tesoura de unhas ou um corta unhas para se livrar do problema antes de ter vontade de roer.

Peça ajuda

Para que servem os amigos não é? Pesquisas revelaram que juntar-se a um amigo para atingir um objetivo, aumenta a probabilidade de sucesso em 95%.

Peça para eles chamarem atenção quando a virem a roer as unhas ou peça para encorajarem-na. Melhor ainda, encontre alguém que também roa as unhas e larguem o hábito juntas.

Recompense o progresso feito

Celebre as pequenas vitórias durante a sua jornada e não perca tempo a pensar nas falhas que pode ter cometido.

Se nada funciona e continua a roer as suas unhas, procure um profissional de saúde. Um terapeuta, por exemplo, pode ajudar a encontrar a fonte dos seus problemas e, deste modo, fazer progressos para o abandono deste vício.

Ler 602 vezes Modificado em quarta, 25 março 2020 18:25
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."