segunda, 11 fevereiro 2019 16:37

Famalicão vai receber primeira peça artística comunitária a integrar uma exposição itinerante de Serralves

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)

A produção da peça artística que irá representar, simbolicamente, a 'Torre de Babel' ficará concluída em abril.

A Casa do Território, no Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão irá receber o projeto comunitário que será desenvolvido ao longo de duas sessões de trabalho - a primeira realizou-se no domingo, 10 de fevereiro, e a segunda está agendada para dia 14 de abril.

A participação na produção desta peça de arte que será, no futuro, integrada na exposição 'A minha casa é a tua casa: imagens do doméstico e do urbano na coleção de Serralves', é gratuita e aberta à comunidade.

"Dentro do contexto do que é uma casa, que cumpre a função de albergar e proteger, e da ideia de ter uma comunidade a trabalhar em conjunto na construção de uma sociedade, a peça a produzir vai partir do conceito da Torre de Babel", afirmou Joana Brito, diretora do Centro Artístico - A Casa Ao Lado, responsável pela orientação artística do projeto.

Acrescentou ainda que será "uma intervenção artística social em que cada participante vai decorar um tijolo maciço com padrões de cor, de forma a que todo o conjunto de tijolos crie a forma de uma Torre de Babel em crescimento".

A peça será inaugurada a 1 de maio, no Parque da Devesa, permanecendo no local depois do término, a 2 de junho, da exposição itinerante de Serralves.

O projeto para a construção de uma instalação artística comunitária a integrar esta exposição itinerante de Serralves surgiu no seguimento de uma parceria que a autarquia local mantém com o Centro Artístico - A Casa do Lado.

Todas as obras expostas, num total de 12, são de autor - de nomes como José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Gil Heitor Cortesão, Ângela Ferreira e Luís Palma - à exceção desta 'Torre de Babel' comunitária.

Os artistas e as obras da Coleção do Museu de Arte Contemporânea de Serralves presentes nesta exposição colocam o doméstico e o quotidiano no centro das suas preocupações, propondo diferentes interpretações daquilo que se entende por casa.

Recorde-se que esta exposição está patente na Casa do Território desde o dia 1 de outubro de 2018 como resultado de uma parceria estabelecida entre a Fundação de Serralves e o Município de Vila Nova de Famalicão.

Ler 287 vezes Modificado em segunda, 14 outubro 2019 14:45
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."