quarta, 19 fevereiro 2020 17:35

Impressiv3D, chegou e impressionou

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)

Abílio Alves recebeu-nos na sua loja, a Impressiv3D, um lugar onde se respira a três dimensões e do qual ninguém resiste a sair com a sua própria figura em miniatura.

A loja está dedicada, como o nome indica, ao mundo 3D. Ela oferece aos seus clientes tudo o que está relacionado com o tema, desde a impressão, feita em todo o tipo de materiais, "inclusivamente materiais biocompatíveis", à digitalização e ao desenho.

Contudo, Abílio afirma que "aquilo que capta mais a atenção das pessoas são, efetivamente, os retratos 3D". Algo que, segundo ele, é "inovador e diferenciador", não havendo "cá em Portugal uma loja como esta".

Já viu com certeza aquelas famosas figuras de personagens de filmes que os colecionadores tanto adoram. Ora bem, pode ser a sua vez de ficar na estante lá de casa ou, quiçá, da sua cara metade ou do seu amigo patudo. A grande tendência é, aliás, "autorretratos para oferecer e surpreender outra pessoa".

Mas há muitas mais ideias que podem ser aplicadas nos retratos 3D. Já imaginou o seu bolo de casamento que, no topo, em vez de ter uns bonecos generalizados tem a cópia perfeita dos noivos?

No entanto, Abílio relembra que tanto os animais como as crianças e bebés, têm maior dificuldade em permanecer imóveis durante o processo de digitalização e, portanto, Abílio avisa que, nestes casos, o retrato 3D tem de ser feito através de fotografia. Contudo, e como há sempre exceções, Abílio reconta o retrato que imprimiu de uma mãe com o seu bebé a dormir ao colo.

Para esclarecer, e como Abílio explica, há duas formas de fazer estes retratos.

A mais expedita é através da digitalização "que é feita numa base rotativa, durante 2 a 3 minutos, onde a pessoa fica a rodar muito lentamente enquanto o scaneamento é feito". Em seguida, "há um pequeno trabalho de edição de imagem" uma vez que o ficheiro resultante da digitalização tem de ser trabalhado e preparado para a impressão. Depois, é só imprimir e entregar o produto ao cliente.

Mas Abílio salienta que apesar do processo parecer simples, não o é. A impressão é feita a partir de um pó cerâmico "delicado, sensível e difícil de trabalhar", numa impressora que requer uma limpeza e manutenção frequentes e rigorosas.

Para além disso, depois da impressão, que pode demorar, dependendo do tamanho escolhido, entre 10 a 15 horas, "os retratos levam dois banhos de uma solução tipo verniz", ficando a secar de um dia para o outro entre os banhos.

O processo demora, então, na sua totalidade, cerca de 3 a 4 dias.

Mas atenção, quando o retrato é feito a partir de fotografias, o processo é ainda mais demorado e o resultado, apesar de semelhante, "não é bem o mesmo". Abílio tem de, através das fotografias, desenhar e modelar. Deste modo, os 3 ou 4 minutos nos quais fazia a digitalização e o modelo 3D da pessoa, transformam-se em "um dia ou dois de trabalho só a desenhar" para depois, então, poder imprimir.

De notar que os retratos 3D são imprimidos tal e qual como a pessoa se apresenta, incluindo roupa e adereços.

Quanto ao tamanho, "há tamanhos standard para os retratos que vão desde os 11 cm até aos 19 cm, mas posso imprimir mais pequeno e até um máximo de 33 cm", diz Abílio. Mas adverte: "quanto mais pequeno o tamanho, mais sensível e delicada é a impressão".

Os retratos 3D, relativamente ao tamanho mais pequeno, têm preços que variam entre os 115 e os 250 euros, contudo, fazê-los a partir de fotografias sobe este valor para quase o dobro.

Mas a Impressiv3D trabalha muito mais que os retratos 3D. Da arquitetura à engenharia, faz-se de tudo um pouco - desenho técnico 3D, projetos ou peças de design. "Tudo aquilo que o cliente quiser e precisar".

Aliás, Abílio afirma que rapidamente começou a ter muita procura para os serviços de impressão 3D em plástico por parte de empresas. "Comecei com uma impressora de plástico pequena e, neste momento, temos dez impressoras", três delas de grandes formatos, compradas "precisamente porque as empresas nos pedem cada vez mais tamanhos grandes e impressões de grandes volumes".

Ler 152 vezes Modificado em quarta, 26 fevereiro 2020 16:45
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."