quinta, 14 novembro 2019 17:30

Isto é o que deve comer quando se sente (e está) inchada

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)
Isto é o que deve comer quando se sente (e está) inchada Isto é o que deve comer quando se sente (e está) inchada

Para diminuir o inchaço na barriga, nada como seguir uma alimentação cuidada e… específica.

Por um motivo ou outro,  está com a barriga inchada. Isso fá-la sentir mal e desconfortável.

Pois saiba que a sua flora intestinal também não está bem, por isso mesmo está a chamar a sua atenção e a pedir ajuda.

Solução? Apresente-lhe os alimentos prebióticos. Eles são tipos de fibra alimentar que alimentam as bactérias boas do seu intestino. Por sua vez, estas bactérias produzem nutrientes para as células e, portanto, promovem um sistema digestivo mais saudável.

A gama destes alimentos prebióticos possui uma grande diversidade de alimentos, como frutas, vegetais, cereais, leguminosas, sementes e oleaginosas. Alguns exemplos destes alimentos, entre muitos outros, são as bananas e toranja; chicória, cebolas e chalotas; grão-de-bico e lentilhas; cevada e aveia; amêndoas e sementes de linhaça.

Contudo, um estudo de 2018, feito em Inglaterra, revelou que as fibras prebióticas presentes nalguns destes alimentos são ainda mais eficazes para a saúde intestinal do que outros.

Um deles é o alho.

O alho é naturalmente rico em inulina, um tipo de hidrato de carbono não digerível, ou fibra funcional, que alimenta as bactérias boas que se encontram no sistema digestivo.

A inulina serve como combustível para essas bactérias, melhorando o seu desempenho e, consequentemente, a função intestinal.

Além disso, o alho promove a produção dessas bactérias probióticas no intestino, especificamente bifidobactérias, prevenindo, ao mesmo tempo, o crescimento de bactérias nocivas para a saúde.

Mas o alho promove não só uma flora intestinal saudável, como também possui várias outras propriedades benéficas: antimicrobianas, anticancerígenas e antioxidantes, podendo ainda ajudar a prevenir doenças cardíacas.

Tome nota para não se esquecer: o alho vai perdendo os seus benefícios prebióticos quanto mais cozinhado for. Ou seja, o melhor para o seu intestino é mesmo comer o alho cru.

“Mas como?”, deve estar a pensar.

É muito simples. Basta, por exemplo, esfregar alho na torrada ou adicioná-lo ao azeite ou molhos, como os da salada. Se gosta de alho (ou se é simplesmente corajosa), adicione o alho cru a outras comidas e refeições.

E diga lá, quem não quer ter o hálito a cheirar a alho?

Halito Alho

Mas lembre-se que os excessos podem levar a efeitos contrários. Comece lentamente, com uma pequena quantidade, não com um cacho inteiro de alhos.

Uma nota importante: se o inchaço e problemas intestinais que tem são causados pela síndrome de intestino irritável, o alho não é aconselhado. Fale com o seu médico antes de modificar a sua dieta.

Depois de ajustar a sua flora intestinal, conheça os alimentos que a ajudam a ter uma barriga lisa.

Ler 51 vezes Modificado em sexta, 15 novembro 2019 10:06
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."