quinta, 21 novembro 2019 10:04

Dieta Anti-Inflamatória: o que precisa saber

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)
Dieta Anti-Inflamatória: o que precisa saber Dieta Anti-Inflamatória: o que precisa saber

Saiba tudo sobre a alimentação que está a correr as bocas do mundo.

Há uma crescente procura por este tipo de ingredientes que compõem não só a alimentação, mas que se encontram também noutros produtos, como os produtos de beleza.

Mas o que é uma alimentação anti-inflamatória?

Basicamente, a alimentação anti-inflamatória centra-se em ingredientes que combatem os processos inflamatórios que ocorrem no organismo, isto é, foca-se nas propriedades anti-inflamatórias dos alimentos.

Por outro lado, alimentos como os hidratos de carbono refinados, carnes vermelhas e carne processada, fritos, gorduras saturadas, refrigerantes e outras bebidas açucaradas desempenham o papel oposto. Contribuem significativamente para o ganho de peso, assim como favorecem o aparecimento de processos inflamatórios.

Mas o que é a inflamação?

Quando o organismo sofre de alguma infeção causada por fatores externos, como bactérias, parasitas ou vírus, o sistema imunitário desencadeia uma resposta natural ao ataque com o objetivo de destruir esses agentes invasores. A isto designa-se o processo inflamatório, ou simplesmente inflamação.

Contudo, se este processo inflamatório persistir por mais de 3 meses, considera-se a inflamação crónica. Estes processos inflamatórios, por sua vez, podem dar origem a outras doenças como artrite, diabetes, asma, doenças cardiovasculares, doença de Alzheimer, psoríase, depressão, entre muitas outras.

Uma das melhores formas de combater a inflamação crónica, para além dos habituais medicamentos anti-inflamatórios, é manter uma alimentação saudável que, por si só, já deverá conter muitos dos alimentos com propriedades anti-inflamatórias.

Para além disso, uma alimentação anti-inflamatória pode, de acordo com um estudo da Universidade de Harvard, ajudar a reduzir determinados tipos de cancro. Ao analisarem uma amostra de mais de 120.000 pessoas, os investigadores descobriram que quem seguia uma dieta propensa a inflamações tinham um risco 32% maior de desenvolver cancro do cólon do que aquelas com dietas anti-inflamatórias.

Ainda, um outro estudo, revelou que este tipo de dieta pode reduzir o risco de perda óssea em mulheres.

Alimentos Anti-Inflamatórios

Resumindo, opte pelos alimentos anti-inflamatórios certos e poderá reduzir o risco de doença. Escolha constantemente os errados e poderá acelerar o processo da doença inflamatória.

Exemplo de uma destas alimentações é a dieta mediterrânica, considerada a dieta mais saudável de todas.

Esta dieta inclui variados alimentos anti-inflamatórios como, por exemplo, vegetais de folha verde, fruta, azeite, frutos secos, peixes gordos, entre outros.Lembre-se que uma dieta anti-inflamatória não é, de todo, uma cura para a inflamação crónica. Mas há, de facto, provas científicas que seguir uma dieta com este tipo de alimentos pode ajudar a aliviar e a tratar certas condições.

Conheça, então, os alimentos anti-inflamatórios que deve ter na despensa de sua casa.

Alimentos anti-inflamatórios

  • Tomate
  • Azeite
  • Vegetais de folha verde, como espinafres, couve e brócolos
  • Frutos secos, como amêndoas e nozes
  • Peixes gordos, como salmão, arenque, cavala, atum e sardinhas
  • Fruta, como morangos, mirtilos, cerejas, amoras, maçãs e laranjas
  • Gengibre
  • Açafrão-da-terra
  • Acácia-branca
  • Leguminosas
  • Chocolate preto, sempre com moderação

Consulte sempre o seu médico ou nutricionista antes de iniciar uma nova alimentação, especialmente se tiver alguma condição médica existente.

Ler 142 vezes Modificado em sábado, 07 dezembro 2019 10:20
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."