segunda, 06 janeiro 2020 14:42

Tenha atenção à quantidade de vitamina D que consome

Escrito por
Classifique este item
(3 votos)
Atenção à quantidade de vitamina D que consome Atenção à quantidade de vitamina D que consome

A verdade é que vitamina D a mais no organismo pode prejudicar a sua saúde.

A ciência já demonstrou a importância do papel da vitamina D, assim como do cálcio, na saúde dos ossos. Estes elementos estão envolvidos na construção e manutenção de ossos fortes e saudáveis.

Contudo, há um pequeno senão. Um estudo feito pela Associação Médica Americana, e publicado em agosto de 2019 na sua revista, provou que, para muitas pessoas, menos é mais quando se trata desta vitamina.

A investigação demonstrou que grandes quantidades de vitamina D podem, na realidade, afetar a sua saúde, principalmente a saúde dos ossos.

O excesso desta vitamina resulta numa espécie de faca de dois gumes: não só não apresenta benefícios para a saúde dos ossos, como pode, de facto, ter um efeito negativo e prejudicial.

A pesquisa revelou que os adultos que consumiam grandes quantidades diárias de vitamina D, quando comparados com os adultos que consumiam quantidades moderadas desta vitamina, não obtiveram nenhum tipo de ganho adicional na densidade óssea e, em alguns casos, acabaram mesmo por ver a sua redução.

Tal como o que se passa com muitos alimentos e muitos outros produtos, naturais ou não, as pessoas assumem que se é bom, o melhor é consumir o máximo possível; a filosofia do “quanto mais melhor”. Esta suposição está, geralmente, errada, e o caso da vitamina D não é exceção.

Vitamina D em quantidades consideradas excessivas, em vez de ajudar, como esperado, produz o efeito contrário e pode acabar por danificar a saúde dos ossos e não só.

Segundo os dados desta pesquisa efetuada, e de acordo com os testes de densidade óssea realizados nas pessoas estudadas, nenhuma melhoria foi encontrada na saúde dos ossos daquelas que consumiram doses suplementares de vitamina D.

Ainda se verificou a sugestão de danos consequentes da redução da densidade óssea resultante do excesso desta vitamina. Estes dados são confirmados por outros estudos já feitos sobre o tema.

Para além dos danos ao nível dos ossos, tomar suplementos de vitamina D em excesso pode ser tóxico. Pode levar a hipercalcemia, uma condição na qual há uma acumulação acima da média de cálcio no sangue, e a pedras nos rins.

De acordo com os profissionais de saúde, em pessoas adultas, o valor normal de vitamina D no sangue deve ser acima dos 30 nanogramas por mililitro (ng/ml). Em termos de Unidades Internacionais (UI), a dose recomendada é entre os 600 e 800 UI, e o limite encontra-se nas 4000 UI, sendo considerado o valor máximo de ingestão tolerável.

Se está preocupada em ingerir pouca vitamina D, e para evitar o seu consumo excessivo, opte por incluir alimentos saudáveis em vez de tomar suplementos. Conheça as principais fontes alimentares de vitamina D.

Saliente-se que, embora a maior parte das pessoas deva manter o consumo moderado e recomendado de vitamina D, algumas pessoas precisam de ingerir uma maior quantidade diária. Aqui estão incluídas as pessoas que têm condições que dificultam a absorção de nutrientes e que sofrem, por exemplo, de Doença de Crohn.

Consulte sempre o seu médico antes de fazer alterações aos seus hábitos alimentares e estilo de vida.

Ler 211 vezes Modificado em segunda, 06 janeiro 2020 16:50
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."