terça, 23 abril 2019 14:43

Rio de Janeiro declara Folclore português património imaterial

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)
Fandango Fandango Ilustração de Mário Costa

O folclore português "e todas as suas manifestações artísticas" foram declarados património histórico e cultural imaterial do estado do Rio de Janeiro, no Brasil, com vista à preservação da cultura e da memória portuguesa.

O fandango, a dança de roda, a valsa de dois passos, a chotiça, o corridinho, o vira, o verde-gaio e todas as demais manifestações artísticas de domínio público foram declarados "património histórico e cultural, de natureza imaterial, do Estado do Rio de Janeiro".

O objetivo, lê-se no 'site' oficial da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, é "preservar a cultura e a memória portuguesa" naquele estado brasileiro.

Na proposta do projeto de lei, aprovado no final de março, recorda-se que "os laços entre o Rio de Janeiro e Portugal transcendem o passado colonial, metropolitano e imperial" e que, "mesmo após a independência, o Rio de Janeiro continuou a receber diversos influxos migratórios de Portugal".

"Com a vinda de portugueses e o aprofundamento do seu carinho com a terra, o Rio de Janeiro importou também a sua história, tradição e cultura, inclusive o Folclore Português. Tanto que, hoje, há mais de 30 associações tradicionais portuguesas espalhadas pelo Estado do Rio de Janeiro, que procuram não só ser um braço da cultura portuguesa no Brasil, mas também um polo de disseminação do Folclore Português para a Comunidade e a seus descendentes", lê-se no texto do diploma.

A proposta de lei foi apresentada pela deputada estadual Martha Rocha, do PDT (Partido Democrático Trabalhista). "Desde criança ouço as músicas, danço e quis trazer isso para o Rio. Como filha de um casal de portugueses oriundo de uma aldeia da região de Trás-os-Montes, o meu coração se enche de alegria e esperança. O meu amor por Portugal vem de berço (...). Tenho muito respeito e admiração pelo povo português", referiu a deputada ao jornal Mundo Lusíada, citada pelo Diário de Notícias.

LUSA

Ler 77 vezes Modificado em terça, 23 abril 2019 21:11
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."