domingo, 08 setembro 2019 12:43

As 7 maravilhas doces de Portugal

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)
Vencedores 7 Maravilhas Doces de Portugal Vencedores 7 Maravilhas Doces de Portugal

Foram escolhidas as 7 Maravilhas Doces de Portugal na gala final do concurso que decorreu este sábado em Montemor-o-Velho.

As 7 maravilhas de Portugal incluem vencedores dos distritos de Bragança, Braga, Faro, Viana do Castelo e Vila Real e são:

  • Crista de Galo, de Vila Real;
  • Bolinhol de Vizela, de Braga;
  • Amêndoa Coberta de Moncorvo e o Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho, os dois de Bragança;
  • Folar de Olhão, de Faro;
  • Roscas de Monção e os Charutos dos Arcos de Valdevez, os dois de Viana do Castelo.

Apesar de fora dos vencedores, tiveram direito a menção honrosa:

  • Ovos Moles e Barrigas de Freira, os dois de Aveiro;
  • Pastel de Tentúgal, de Coimbra;
  • Porquinho Doce, de Beja;
  • Filhós de Cabrela, de Évora;
  • Brisa do Liz, de Leiria;
  • Bons Maridos, de Santarém.

De mais de 900 candidaturas, a primeira fase do concurso que decorreu ao longo do ano escolheu 140 candidatos para, depois, serem selecionados 28 pré-finalistas e, finalmente, os 14 que competiram este sábado.

Estiveram em competição sete categorias no total: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação.

O Doce Maravilha também foi eleito, num concurso à parte dedicado às escolas profissionais de turismo do país, e que viu a Mousse de Maçã Verde a distinguir a Escola de Turismo do Douro-Lamego.

Desde 2007, já foram escolhidas as 7 Maravilhas de Portugal, de Origem Portuguesa, Naturais, À Mesa, Gastronomia, Praias e Aldeias.

Ler 50 vezes
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."