terça, 04 junho 2019 10:18

Reflexologia Podal: a massagem que promove a sua saúde

Escrito por
Classifique este item
(4 votos)

Imagine o seu corpo como um mapa no qual todos os caminhos estão interligados. A reflexologia foca-se nessas conexões vitais, estimulando os vários pontos de pressão existentes nos pés e nas mãos, que ajudam a revitalizar e reequilibrar energeticamente o corpo, enquanto promove o relaxamento e o bem-estar.

A reflexologia é uma técnica de massagem oriental milenar, considerada uma terapia complementar, eficaz na prevenção de doenças e auxiliar de outros tratamentos, podendo ser aplicada a praticamente qualquer pessoa.

A vertente mais utilizada em Portugal é a Reflexologia Podal. Cada pé consiste em mais de 7200 terminações nervosas, 19 músculos, 26 ossos e 107 ligamentos, portanto, não é assim tão desmesurado que algumas culturas asiáticas os comparem às raízes das árvores.

Esta terapia holística baseia-se no princípio que existem determinadas áreas, ou pontos reflexos, nos pés e nas mãos, que correspondem a cada órgão, glândula e estrutura no corpo designados por “zonas reflexas”. Os reflexologistas têm acesso à energia do corpo através destas zonas para estimulá-lo e eliminar congestionamentos que possam estar a causar desequilíbrios energéticos.

Consiste, portanto, no tratamento de distúrbios pela aplicação manual de diferentes pressões e estimulações, com os dedos das mãos, nas terminações nervosas existentes nos pés ou mãos.

É particularmente benéfica em casos de problemas provocados pelo stress, como dores de cabeça ou problemas digestivos e em alguns casos de situações crónicas como, por exemplo, síndrome do cólon irritável, síndrome pré-menstrual e enxaquecas. Também é utilizada para complementar tratamentos de asma, cancro, diabetes e sinusite.

As principais vantagens passam por uma sensação de bem-estar geral, em que a pessoa se sente descontraída e relaxada, sendo que esta redução da tensão favorece a irrigação sanguínea, restabelecendo a harmonia do organismo, resultando em mais energia e poder de concentração.

Segundo a Associação Portuguesa de Reflexologia, num tratamento de reflexologia todos os sistemas são tratados, criando as condições para que os processos internos de autorregulação funcionem, isto é, favorece a regeneração do próprio organismo e o equilíbrio natural deste.

Pode, por exemplo, tratar uma simples dor de cabeça, ajudar a eliminar pedras nos rins, favorecer a drenagem linfática ou melhorar o processo digestivo. Por outro lado, também intervém na prevenção de doenças uma vez que, em alguns casos, através da leitura e diagnóstico da pele, conseguem-se detetar aspetos precedentes de doenças.

Os efeitos verificados passam pela normalização das funções corporais:

  • Organismo desintoxicado e revitalizado;
  • Melhoria do sono e redução de episódios de insónia;
  • Fortalecimento dos sistemas imunitário e nervoso;
  • Melhoria da circulação sanguínea e oxigenação e da drenagem linfática;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Relaxamento profundo do corpo;
  • Alívio do stress, ansiedade e depressão; 
  • A médio e longo prazo, um aumento do nível de confiança e de autoestima;
  • Alívio dos sintomas de distúrbios hormonais e da menopausa.

Uma sessão de reflexologia dura, geralmente, entre 40 a 60 minutos. Habitualmente, o ambiente envolvente é relaxante, calmo e confortável.

Tratando um pé de cada vez, o terapeuta trabalha as "zonas reflexas" dos dedos, sola, lateral e peito do pé. Ao aplicar uma pressão firme, as sensações provocadas na pessoa vão ser interpretadas pelo terapeuta, indicando quais as partes do corpo que estão, ou não, a funcionar bem, e onde existe um maior ou menor desequilíbrio.

O primeiro passo da sessão é a preparação para o tratamento que recorre a técnicas de relaxamento. De seguida, através de pressões e massagens feitas com as mãos nas chamadas zonas reflexas, estimulam-se os diferentes sistemas do corpo: respiratório, circulatório, urinário, reprodutor, digestivo, imunitário, linfático, endócrino, muscular, esquelético e nervoso.

Os defensores desta prática acreditam que isto desbloqueia a energia vital do organismo, descongestionando tecidos e nervos, ajudando a eliminar toxinas e favorecendo a capacidade curativa inata do corpo; estimula os pontos meridianos de acupunctura; relaxa a musculatura; reduz tensão e stress; aumenta a circulação cardiovascular e linfática e reduz a dor por estimulação da produção de endorfinas.

Além de tratar todo o organismo através dos pés, esta terapia também trata dos próprios pés, ajudando a recuperar a sua mobilidade e elasticidade, com manobras de alongamento, rotações e flexões.

A reflexologia é uma terapia complementar e não substitui nenhum tratamento médico. Consulte o seu médico para saber se pode recorrer à refloxologia ou se tem algum condicionamento como, por exemplo, inflamações ou problemas circulatórios nos pés.

Ler 244 vezes Modificado em terça, 04 junho 2019 17:26
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."