segunda, 26 agosto 2019 10:28

As bicicletas feitas com cápsulas de café que vai querer

Escrito por
Classifique este item
(1 Vote)
As bicicletas feitas com cápsulas de café que vai querer As bicicletas feitas com cápsulas de café que vai querer

As bicicletas Re:Cycle surgiram como um incentivo à reciclagem e ao upcycling.

Depois de dois anos de estudo, a associação entre a Nespresso e a marca sueca de bicicletas Vélosophy resultou na criação e desenvolvimento da Re:Cycle, uma bicicleta feita a partir de cápsulas de alumínio de café usadas.

As bicicletas são, tal como as cápsulas da gama Arpeggio, de cor púrpura, e cada uma das bicicletas é construída com recurso a 300 cápsulas.

Como não podia deixar de ser, este modelo faz alusão às cápsulas e ao café. Não só tem uma campainha em forma de cápsula, como tem, no cesto, um suporte para dois copos de café.

A coleção é limitada a mil bicicletas, mas por cada uma que seja vendida, uma outra é doada a um estudante de um país em desenvolvimento, através da organização sem fins lucrativos World Bicycle Relief.

O objetivo, segundo a marca sueca de bicicletas, é melhorar o acesso à educação nestes países.

Jimmy Östholm, fundador e CEO da Vélosophy, refere que o maior desafio na criação desta peça foi descobrir a forma de converter alumínio, uma matéria prima leve, num material rígido o suficiente para fabricar uma bicicleta que atenda aos padrões de segurança necessários.

Já Jean-Marc Duvoisin, CEO da Nespresso salienta que a criação desta bicicleta tem como objetivo mostrar aos amantes do café o potencial de reciclar cápsulas da marca.

Todos os anos, bilhões de cápsulas são descartadas no mundo todo.

As bicicletas de edição limitada custam 1290€ e já estão à venda no site da marca Vélosophy.

Ler 85 vezes Modificado em quarta, 28 agosto 2019 19:12
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."