Imprimir esta página
segunda, 11 abril 2022 20:56

Benefícios em "praticar" gratidão

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

A gratidão é muito mais do que um sentimento, é um hábito de vida saudável.

Ter o hábito de expressar gratidão provoca mudanças benéficas no nosso corpo e permite uma reprogramação a nível cerebral com efeitos duradouros.

8 benefícios em "praticar" a gratidão

Melhora a saúde mental

A gratidão tem um forte impacto sobre as emoções positivas.

Algumas das pesquisas que foram feitas sobre comportamentos de saúde mostram uma redução do stress e de pensamentos e sentimentos negativos, enquanto há ampliação dos sentimentos positivos que as pessoas têm sobre si mesmas e como veem o mundo.

Promove a saúde física

Pesquisas mostram que, quando focamos naquilo que apreciamos, o sistema nervoso parassimpático é acionado, e isso pode confere benefícios de proteção ao organismo, incluindo a diminuição dos níveis de cortisol e, talvez, o aumento da oxitocina.

Pessoas gratas sentem menos dores e sentem-se mais saudáveis do que outras, de acordo com um estudo publicado na revista Personality and Individual Differences.

Não é de surpreender que as pessoas gratas também sejam mais ativas fisicamente e cuidem mais da saúde, o que pode contribuir para uma maior longevidade.

Aprimora a resiliência

Um estudo de 2006 do periódico Behaviour Research and Therapy, os cientistas verificaram que os veteranos da guerra do Vietname com maiores níveis de gratidão eram mais resilientes e foram menos afetados pelo síndrome do stress pós-traumático.

Um estudo do Journal of Personality and Social Psychology, verificou que as pessoas com doenças neuromusculares que mantinham um “diário sobre a gratidão” relataram uma sensação maior de bem-estar e bom humor ao fim do estudo, em comparação com aqueles que não fizeram tais anotações.

Ativa a região do tronco encefálico que liberta dopamina e serotonina

Os benefícios da gratidão começam com o sistema da dopamina, porque sentir-se grato ativa a região do tronco encefálico que produz dopamina. Além disso, ser grato com os demais aumenta a atividade nos circuitos sociais da dopamina, tornando as interações sociais mais agradáveis.

A gratidão aumenta os níveis circulantes do neurotransmissor serotonina.

Melhora o sono

Um estudo de 2015 da Universidade da Califórnia, em San Diego, que incluiu o pesquisador Deepak Chopra, verificou que a gratidão está associada a menos fadiga, melhor sono, menos depressão e aumento da função cardíaca.

As pesquisas sugerem que a gratidão nos coloca num estado mais positivo, melhorando a nossa perspectiva das situações e permitindo o nosso foco em coisas positivas, em vez de nos concentrarmos nas preocupações do dia a dia, algo que por norma pode interferir no nosso sono.

Tem efeitos positivo no sistema imunitário

A expressão de gratidão pode reduzir e regular os nossos níveis de stress, tendo um impacto positivo na redução de inflamações do corpo, um marcador importante para o risco de desenvolvimento de uma série de doenças crônicas.

Aumenta a empatia e reduz a agressividade

De acordo com um estudo da Universidade de Kentucky, as pessoas gratas são mais propensas a se comportar de maneira pró-social, mesmo quando outras se comportam de forma menos gentil.

Os participantes do estudo com classificação mais alta nas escalas de gratidão eram menos propensos a retaliar os outros, mesmo quando recebiam feedback negativo.

Melhora a autoestima

Um estudo publicado no Journal of Applied Sport Psychology descobriu que ser grato aumentou a autoestima de atletas, um componente essencial para o alto desempenho. Outros estudos mostraram que a gratidão reduz as comparações sociais.

Como podemos ver, a gratidão pode mudar a vida de uma pessoa. Ser grato pelo que se tem significa ter uma vida mais tranquila, com menos stress, mais saúde e com uma autoestima elevada.

Sabemos que nem sempre é fácil "praticar a gratidão", mas vale sempre a pena tentar.

Ler 258 vezes Modificado em segunda, 11 abril 2022 20:59