quarta, 14 agosto 2019 11:07

Como organizar o frigorífico conservando a comida durante mais tempo

Escrito por
Classifique este item
(3 votos)
Como organizar o frigorífico conservando a comida durante mais tempo Como organizar o frigorífico conservando a comida durante mais tempo

A prática de uma alimentação saudável e económica depende, maioritariamente, de escolher as opções mais económicas sem perder qualquer qualidade nutricional contribuindo, também, para evitar o desperdício alimentar. Mas não fica por aí: saber como conservar adequadamente os alimentos de modo a evitar o desperdício alimentar é também um aspeto muito importante a ter em conta.

A conservação dos alimentos deve começar logo no momento da compra: os produtos refrigerados e congelados devem ser transportados em sacos térmicos e devem ser os últimos a serem escolhidos antes mesmo de efetuar o pagamento das suas compras.

Ao chegar a casa tenha sempre em atenção o modo de conservação indicado na embalagem, bem como o seu prazo de validade, e não se esqueça que os alimentos que necessitam de conservação no congelador ou frigorifico são os primeiros a ser armazenados.

Antes de colocar qualquer alimento no frigorífico:

  • Certifique-se que o frigorifico se encontra nos 4ºC e o congelador nos 17ºC negativos. Estas são as temperaturas aconselhadas para prevenir o aparecimento de bactérias e micróbios que podem contaminar e estragar a comida.
  • Não encha o frigorífico demasiado. Quando estão demasiado cheios dificultam a circulação do ar frio o que pode estragar alguns alimentos.
  • Deve limpar o frigorífico pelo menos uma vez por mês evitando os detergentes devido ao seu cheiro.
  • Sempre que se ausentar de casa durante vários dias deve esvaziar e desligar o frigorífico, deixe as portas abertas para não se formarem maus cheiros e, desta forma, poupa energia.
  • Não coloque alimentos ainda quentes dentro do frigorífico para evitar oscilações da temperatura no seu interior.
  • Evite abrir e fechar o frigorífico muitas vezes para evitar oscilações de temperatura.

Quando for arrumar o seu frigorífico deverá ter em consideração que a temperatura no seu interior sofre variações:

Prateleira superior (topo)

Esta é a zona onde a prateleira é mais estável. Aqui deve colocar os laticínios como iogurtes, queijos, natas e os alimentos já cozinhados.

Prateleira intermédia

Tal como o nome indica esta é uma zona intermédia e recomenda-se que seja aqui colocada a carne e o peixe. No entanto, deve ter em atenção à durabilidade destes alimentos: o peixe dura cerca de 24h enquanto que a carne pode ficar 2 a 3 dias. Se vir que não os vai confecionar dentro deste prazo então o ideal é dividir e congelar.

Prateleiras inferiores

Esta é a parte mais fria do frigorífico, sendo este o local indicado para os alimentos em fase de descongelação, no entanto deve colocar num recipiente, como um prato fundo para evitar que a água de descongelação derrame. Aqui deverá também colocar os ovos.

Gavetas

Nas gavetas deverá dividir os legumes e vegetais das frutas uma vez que muitas frutas possuem uma substância que promove o seu amadurecimento. Antes de guardar as frutas e os legumes, lave-as, seque e coloque-as por cima de uma folha de papel absorvente para absorver qualquer humidade.

Porta do frigorífico

Esta é a zona onde mais varia a temperatura. Mesmo fechada é a zona mais quente do frigorifico, logo devem ser colocados os alimentos que resistem melhor a estas variações. Ao contrário do que se pensa, os ovos e o leite não devem ser colocados nesta zona. Aqui devem ficar os sumos e água em garrafas, assim como alguns condimentos ou pickles de conserva.

Não deve colocar no frigorífico: tomate, cebola, abóbora e batatas. O tomate deve ser guardado à temperatura ambiente e os restantes devem ser mantidos em locais frescos, escuros e sem humidade.

Pode colocar no frigorífico: Frutos secos, azeite, abacate e fruta. Ao colocar o abacate e a fruta no frigorífico atrasa o processo de amadurecimento. Já os frutos secos mantêm os seus óleos naturais se forem mantidos no frio.

Artigo da nutricionista Catarina Sofia Correia, da Clínica Tejo Saúde, Parceira Fitness Hut - Grupo Viva Gym.

Ler 111 vezes Modificado em quinta, 15 agosto 2019 12:01