domingo, 28 julho 2019 10:44

Benefícios do Pilates e Pilates Clínico nas palavras da especialista Ana Martins

Escrito por
Classifique este item
(7 votos)
Benefícios do Pilates e Pilates Clínico nas palavras da especialista Ana Martins Benefícios do Pilates e Pilates Clínico nas palavras da especialista Ana Martins

O Pilates é considerado uma das melhores opções de exercício para quem sofre de alterações de postura ou diminuição da flexibilidade, trazendo uma variedade imensa de benefícios.

Surgiu no início do século passado pelas mãos de Joseph Pilates, na década de 1920, com o objetivo específico de ser um treino de força para bailarinos e atletas.

Atualmente, o Pilates tem como meta principal a união do corpo e mente.

O método Pilates não é um conjunto de exercícios prontos e generalizados: este consiste em observar os alunos e perceber quais as suas necessidades e, assim, adaptar os exercícios para alcançar o resultado necessário e esperado, colhendo o máximo de benefícios para o aluno.

Possui alguns princípios que têm base em fundamentos anatómicos, fisiológicos e cinesiológicos:

  • Concentração;
  • Controlo;
  • Precisão;
  • Centro, o core, designado por Power House; 
  • Respiração;
  • Movimento fluído, isto é, a leveza dos movimentos.

Pode-se dizer que o Pilates agrega vários fundamentos de outras atividades. Práticas fundamentais como, por exemplo, o controlo da respiração e a concentração na hora do exercício, têm a sua origem no yoga e na medicina tradicional chinesa.

O método Pilates serve, então, para fortalecer o corpo inteiro e ajudar a prevenir lesões.

Para além desses benefícios, potencializa, ainda, a prática de outras actividades físicas por contribuir com um aumento da consciência corporal, da flexibilidade muscular e do equilíbrio.

Os grandes benefícios do Pilates são:

  • Aumento da resistência física e mental;
  • Melhoria na coordenação motora;
  • Aumento da flexibilidade e equilíbrio;
  • Aumento da concentração;
  • Promove um menor atrito nas articulações, estas ficam mais flexíveis e fortes;
  • Melhora a resistência muscular;
  • Alivia dores musculares, principalmente na coluna, e corrige problemas posturais;
  • Ajuda a melhorar a respiração, favorece o controlo da ansiedade e ensina a relaxar;
  • Tonifica toda a musculatura, mas fortalece e define, especialmente, os músculos abdominais já que a contracção abdominal feita trabalha todo o abdómen, superior, inferior e oblíquos;
  • Ajuda no controlo do peso;
  • Equilíbrio de todas as funções do corpo;
  • Ajuda a prevenir a osteoporose;
  • Promove relaxamento, bem estar e eleva a auto-estima;
  • Elimina toxinas e facilita a drenagem linfática;
  • Expande a consciência corporal.

Para as mulheres, em particular, o Pilates ajuda, ainda, a amenizar os sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM).

Bola de Pilates

O consequente fortalecimento da musculatura proporciona a estabilização do tronco e um alinhamento com um menor gasto energético relacionado aos movimentos.

Além de todos estes aspetos corporais, o Pilates também lida com a parte mental dos seus participantes, com exercícios de respiração, alongamento e relaxamento. Isto auxilia no alívio e diminuição da ansiedade e do stress.

A prática de Pilates liberta, ainda, dopamina e serotonina, as hormonas responsáveis pelo prazer e pelo bem-estar. Elas contribuem para um melhor controlo emocional de quem pratica Pilates.

No caso específico dos homens, o número de praticantes de Pilates tem vindo a aumentar, nomeadamente por parte de atletas, principalmente corredores.

O Pilates trabalha os músculos do quadril que traz, também, benefícios exclusivos aos homens. Ajuda na prevenção da incontinência urinária, disfunção eréctil, e até do cancro da próstata.

Mas existem, atualmente, diferentes tipos de Pilates. Contudo, os aspetos importantes como a respiração, a concentração e o controlo, são princípios base do Pilates que precisam ser aplicados em todas as suas variantes.

Para casos mais específicos de lesões, o Pilates Clínico pode ser a solução ideal.

O Pilates Clínico é uma modificação do método inicial, baseado em factos científicos atuais.

É feito individualmente, no máximo com duas pessoas, onde há uma atenção total no aluno, na sua respiração e postura.

Os exercícios são adaptados dos exercícios originais, divididos em graus de dificuldade, divergindo para a reabilitação física de quem pratica.

Apesar da vertente de reabilitação física, o Pilates Clínico pretende, tal como o Pilates, conseguir a manutenção da estabilidade da coluna, o centro; um correto alinhamento corporal coordenado com a respiração; a precisão, o controlo e fluidez dos movimentos; e a concentração, de modo a desenvolver a consciência corporal.

Os grandes benefícios do Pilates Clínico são:

  • Alinhamento corporal;
  • Aumento da flexibilidade;
  • Fortalecimento muscular;
  • Aperfeiçoamento da respiração;
  • Otimização da coordenação motora;
  • Melhoria e expansão da consciência corporal;
  • Alívio do stress.

A prática de Pilates envolve acessórios como tapetes e bola de Pilates, entre outros. Encontre aqui o que precisa para começar a praticar Pilates.

Este artigo foi escrito parcialmente por Ana Cláudia Alves de Sousa Martins, licenciada em Desporto, com especialização em Educação Física e Deficiência, Educação Física e Exercício Físico para Grupos Especiais e  Pilates.

Ler 418 vezes Modificado em terça, 30 julho 2019 13:49
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."