sexta, 14 fevereiro 2020 09:58

Os melhores livros para quem terminou uma relação

Escrito por
Classifique este item
(2 votos)
Os melhores livros para quem terminou uma relação Os melhores livros para quem terminou uma relação

É melhor ler um livro do que comer uma caixa inteira de bombons...

... Mas não a julgamos se quiser fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Porque a verdade é que um coração partido custa sempre a curar. Por mais que se tente distrair, vem-lhe à mente tudo aquilo que quer esquecer. 

via GIPHY

Mas a arte, nomeadamente os livros, pode ser uma excelente maneira de processar as várias emoções e os diversos sentimentos que a perseguem.

Desta forma, reunimos alguns livros que sabemos que a vão ajudar a ultrapassar estes momentos mais difíceis. Nem todos são histórias de amor e nem todos têm um final feliz, mas todos eles compreendem a luta e dificuldade de superar um fim de relacionamento.

Entre risos e choro, estes são os melhores livros para quem está a tentar superar o fim de um relacionamento.

1. Livre | Cheryl Strayed

Livros Fim Relacao Livre

Sinopse: Aos 26 anos, Cheryl Strayed tinha perdido tudo - o casamento, a família, a estabilidade profissional -, e a sua existência aproximava-se perigosamente do ponto de não-retorno. Sem nada a perder, Cheryl decidiu embrenhar-se sozinha na natureza selvagem, percorrendo a pé, durante três meses, mil e setecentos quilómetros do Pacific Crest Trail, desde o deserto de Mojave, ao longo da Califórnia e do Oregon, até ao estado de Washington.

Numa fusão única entre livro de memórias e narrativa de aventuras, esta obra inspiradora é um testemunho vivo da capacidade do espírito humano para superar as crises mais agudas e reinventar um sentido para a vida.

 

2. É Assim que a Perdes | Junot Díaz

Livros Fim Relacao E assim que a perdes

Sinopse: O livro É Assim que a Perdes, "é um conjunto de narrativas ligadas entre si sobre o amor — amor apaixonado, amor ilícito, amor em extinção, amor maternal — e contadas através da vida dos habitantes de New Jersey oriundos da República Dominicana e da sua luta para encontrar um ponto de encontro entre os seus dois mundos.»

 

3. Quando Tudo se Desfaz | Pema Chödrön

Livros Fim Relacao Quando tudo se desfaz

Sinopse: Vivemos tempos difíceis, diz-nos Pema Chödrön. E pressentimos a possibilidade de que venham a piorar. Ciente do pessimismo que nos paralisa, mas convicta de que é possível libertarmo-nos dele, a mais conhecida monja budista americana transmite os ensinamentos que décadas de estudo e meditação lhe trouxeram. São ideias simples, herdadas do Budismo Tibetano e aplicadas ao caos da vida moderna.

As palavras de Pema, sempre tão calorosas, ajudam-nos a superar as dificuldades da única maneira possível, com o coração aberto - porque sempre que nos fechamos na dor, estamos também a fechar-nos ao mundo e à vida. Ao promover o encontro com a nossa verdadeira natureza, a autora ajuda-nos a descobrir o coração nobre - um espaço longe da agitação do dia-a-dia onde nos podemos refugiar e sentir a alegria fundamental de estarmos vivos.

Quando Tudo se Desfaz é já um clássico. Publicado originalmente em 1997, tornou-se num dos livros de budismo tibetanos mais vendidos em todo o mundo. Em 2017 celebra-se o vigésimo aniversário da publicação, com esta edição, que conta com um posfácio especial da autora.

 

4. Comer, Rezar, Amar | Elizabeth Gilbert

Livros Fim Relacao Comer Orar Amar

Sinopse: Em torno dos 30 anos, Elizabeth Gilbert enfrentou uma crise da meia-idade precoce. Tinha tudo que uma americana instruída e ambiciosa teoricamente poderia querer - um marido, uma casa, um projeto a dois de ter filhos e uma carreira de sucesso. Mas em vez de sentir-se feliz e realizada, foi tomada pelo pânico, pela tristeza e pela confusão. Enfrentou um divórcio, uma depressão debilitante e outro amor fracassado, até que se viu tomada por um sentimento de liberdade que ainda não conhecia. Foi quando tomou uma decisão radical - livrou-se de todos os bens materiais, demitiu-se do emprego, e partiu para uma viagem de um ano pelo mundo - sozinha.

 

5. Nós | David Nicholls

Livros Fim Relacao Nos

Sinopse: Douglas Petersen compreende a necessidade da sua mulher de se redescobrir a si própria agora que o filho vai sair de casa. Estava apenas convencido era de que se iriam redescobrir juntos.

Por isso, quando Connie anuncia que também se vai embora, ele resolve transformar as últimas férias em família na viagem das suas vidas: uma viagem que irá reaproximar os três e conquistar o respeito do filho.

Uma viagem que irá fazer com que Connie volte a apaixonar-se por ele. As reservas estão feitas, os bilhetes comprados e o itinerário planeado com uma precisão cirúrgica.

O que poderá correr mal?

 

6. Amar ou Depender | Walter Riso

Livros Fim Relacao Amar ou depender

Sinopse: A receita certa para um amor feliz

A grande especialidade do psicólogo Walter Riso é o amor. Milhões de pessoas em todo o mundo são vítimas de relações amorosas desajustadas. E a dependência afectiva, à semelhança de qualquer outro vício, provoca dor e sofrimento. Walter Riso diz-nos que a cura existe e está ao alcance de todos. É possível amar em liberdade sem nos tornarmos escravos do amor. O autor recorre à sua experiência enquanto terapeuta e às histórias contadas pelos seus pacientes para nos mostrar que a dependência afectiva, à semelhança de qualquer outra doença, pode ser tratada.

 

7. É possível esquecer-te | Mariela Michelena

Livros Fim Relacao E possivel esquecer te

Sinopse: Esquecer é possível! Mesmo quando tudo parece negro e sem futuro. Mesmo quando o nosso coração está partido em mil pedaços, graças a uma relação falhada, quando a rutura nos leva a um beco sem saída, onde a esperança dá lugar à depressão, é possível continuar a viver. Reinventarmo-nos. Abrir um novo leque de possibilidades. É verdade que uma rutura sentimental pode parecer uma catástrofe sem solução. O fim da linha. Não consigo esquecê-lo! Como posso viver sem ele? Porque é que ele me deixou? Sinto um vazio que não consigo explicar. Todos os dias penso nele. Não consigo estar sozinha7 Se é garantido – e não vale a pena mentir - que perdemos muita coisa com o fim de um relacionamento, é certo que ganhamos muitas mais, quando arriscamos virar a página7. Para isso é preciso entrar num processo com diferentes fases pelas quais precisamos de passar uma a uma. Dos sentimentos de negação, à raiva, ao medo de viver sozinha, ao ciúme do outro, ao duelo com a nossa dor, à resistência para mudar7, chega um momento em que estes dão lugar ao esquecimento, ao perdão, ao alívio, à liberdade, a uma vida nova.

 

8. Mulheres que amam demais | Robin Norwood

Livros Fim Relacao Mulheres que amam demais

Sinopse: Para algumas mulheres, amar é sempre sinónimo de sofrer. A este padrão de comportamento Robin Norwood chama Amar de Mais.

As mulheres que amam de mais… - são atraídas por homens perturbados, distantes, temperamentais - e ignoram os bons rapazes, que consideram aborrecidos; - põem de parte amigos e interesses para estarem sempre disponíveis para eles; - sentem-se vazias sem eles, muito embora estar na sua companhia seja um tormento.

Através de uma série de relatos de casos íntimos e reveladores, Robin Norwood apresenta a estas mulheres um caminho possível no sentido de viverem relações mais equilibradas e gratificantes. Amar de mais deixa de ser saudável quando persistimos numa relação inacessível, insensata, mas que, mesmo assim, somos incapazes de romper.

Robin Norwood aborda a face negativa e destrutiva do amor, a obsessão pelo outro, uma estrada de sentido único baseada no medo e na insegurança. Explica a distinção entre o amor saudável e o amor insensato e fala das razões que levam a mulher que ama de mais a tornar-se excessivamente tolerante.

Com recurso a uma rara sensibilidade, Norwood encaminha a leitora a canalizar a energia para si mesma, em vez de a projetar num homem que não quer mudar de atitude. Recorda que o amor deve ser um acontecimento feliz e não um evento angustiante.

Mulheres Que Amam de Mais é um livro esclarecedor e indispensável para todas as pessoas que desejam alterar padrões de comportamento e levar uma vida tranquila e feliz, amando os outros e a si mesmas.

 

9. Porque amamos | Helen Fisher

Livros Fim Relacao Porque amamos

Sinopse: Em Porque Amamos, a conhecida antropóloga Helen Fisher oferece-nos um novo estudo sobre o fenómeno do amor - desde as suas origens no cérebro ao estimulante caos que provoca nos corpos e comportamentos. Trabalhando com uma equipa de cientistas que examinaram os cérebros de pessoas que acabaram de se apaixonar, Fisher prova o que psicólogos apenas suspeitavam: quando nos apaixonamos, áreas específicas do cérebro «acendem-se» com o aumento de fluxo sanguíneo. O estudo de Helen Fisher serve-se destes dados para provar que a paixão romântica é um poderoso e complexo desejo. Provocador, esclarecedor, estimulante e persuasivo, Porque Amamos procura responder, de um novo ângulo de abordagem, a questões tão antigas como «O que é o amor?», «Quem amamos?» e «Como manter o amor vivo?».

 

10. Mulheres que Correm com os Lobos | Clarissa Pinkola Estés

Livros Fim Relacao Mulheres que correm com os lobos

Sinopse: Existe no interior de cada mulher uma força poderosa, feita de bons instintos, de uma criatividade apaixonada e de um conhecimento imemorial. É a Mulher Selvagem, a representação da natureza instintiva da mulher. Ainda assim, uma espécie em extinção. Neste Mulheres Que Correm com os Lobos, a Doutora Estés revela lendas, contos populares e histórias inter-culturais de grande riqueza, a maioria originária na sua própria família, de modo a ajudar as mulheres a restabelecerem os elos com os atributos visionários, saudáveis e selvagens da sua natureza instintiva. Através das histórias e narrativas contidas neste livro notável, recuperamos, apreciamos, amamos e compreendemos a Mulher Selvagem, conservando-a na profundeza das suas psiques enquanto ser mágico e paliativo.

 

11. Fragmentos de um discurso amoroso | Roland Barthes

Livros Fim Relacao Fragmentos de um discurso amoroso

Sinopse: "Dois poderosos mitos fizeram-nos acreditar que o amor podia, devia sublimar-se em criação estética: o mito socrático (amar serve para criar uma multidão de belos e magníficos discursos) e o mito romântico (produzirei uma obra imortal escrevendo a minha paixão)." R. B.

 

12. Ele não está assim tão interessado | Greg Behrendt e Liz Tuccillo

Livros Fim Relacao Ele nao esta assim tao interessado

Sinopse: Destinada a compreender as relações homem-mulher, a colecção "Nós e Os Outros" da qual agora a Presença inicia a publicação, é um bestseller de vendas nos Estados Unidos, da autoria de dois guionistas da série Sexo e a Cidade. Um livro que ajudará as mulheres a compreenderem a psicologia masculina e a ultrapassarem o preconceito de que nem todos os homens estão interessados nelas. A sua cabeça anda à roda. Porque razão ele não lhe liga? Será que está numa cama de hospital? Com amnésia? Será gay? Ou simplesmente terminou recentemente uma relação e precisa de espaço? Ele Não Está Assim Tão Interessado significa que ele não lhe vai telefonar, que não pergunta por si, e que não a vai pedir em casamento. O mito de que eles estão demasiado ocupados para lhe ligar, é abordado com realismo pelos autores, que enunciam respostas tipo utilizadas pelos homens enquanto desculpa "esfarrapada" para não a contactarem no dia seguinte. Provocativa, hilariante e libertadora, é uma colecção escrita por homens mas dirigida às mulheres.

 

13. Amor Líquido  | Zygmunt Bauman

Livros Fim Relacao Amor Liquido

Sinopse: A misteriosa fragilidade dos laços humanos, os sentimentos que esta fragilidade inspira e a contraditória necessidade de criar laços e, ao mesmo tempo, de os manter flexíveis são os principais temas deste livro. Bauman analisa assim o modo como a nossa era, que ele designa por modernidade líquida, ameaça a capacidade de amar e os crescentes níveis de insegurança, tanto nas relações amorosas como nas familiares, e até no convívio social com estranhos. Zygmunt Bauman é considerado um dos mais atentos observadores das contradições do mundo actual.

 

14. O Mito da Monogamia | David Barash e Judith Eve Lipton

Livros Fim Relacao O mito da monogamia

Sinopse: A monogamia pode ser a regra, mas não é a prática corrente - nem mesmo para os animais.

Recorrendo à mesma tecnologia do ADN utilizada nos tribunais, os biólogos são hoje capazes de determinar com absoluta segurança a paternidade nos animais. Os resultados têm sido surpreendentes: mesmo entre as espécies anteriormente consideradas monogâmicas, enganar o parceiro é uma prática comum - para ambos os sexos.

Em O Mito da Monogamia, David P. Barash e Judith Eve Lipton descrevem o modo como estas novas pesquisas nos permitiram alcançar uma resposta definitiva à pergunta: O desejo sexual por múltiplos parceiros é "natural"? É. E a monogamia? Não é.

Munidos de novas provas, os cientistas têm também conseguido explicar diversas questões importantes - por que razão os animais (e os seres humanos) são infiéis; qual a origem do mito da monogamia e quem beneficia mais com a sua perpetuação; e qual a verdadeira relação entre o instinto reprodutivo e o desejo sexual por diferentes parceiros. Por último, O Mito da Monogamia explora as implicações destas dramáticas descobertas para os seres humanos, em termos de relações interpessoais, paternidade e maternidade, agressividade, e muito mais.

O Mito da Monogamia é um estudo provocador de uma questão controversa e de forte carga emocional, iluminando um traço da nossa natureza que é tão fascinante quanto frustrante.

 

15. O Meu Nome é Alice | Lisa Genova

Livros Fim Relacao Para Sempre Alice

Sinopse: O mundo de Alice é quase perfeito. É professora em Harvard, vive com o marido uma relação que resiste à passagem dos anos, às exigências da carreira, à partida dos filhos. E tem também uma mente brilhante, admirada por todos, uma mente que não falha… Um dia porém, a meio de uma conferência, há uma palavra que lhe escapa. É só uma palavra, um brevíssimo lapso. Mas é também um sinal, o primeiro, de que o mundo de Alice começa a ruir.

Seguem-se as idas ao médico, as perguntas, os exames e, por fim, a certeza de um diagnóstico terrível. Aos poucos, quase sem dar por isso, Alice vê a vida a fugir-lhe das mãos. Ama o marido intensamente, ama os filhos, e todos eles estão ali, à sua volta. Ela é que já não está, é ela que se afasta, suavemente embalada pelo esquecimento, levada pela doença de Alzheimer.

O Meu Nome É Alice é a narrativa trágica, dolorosa, de uma descida ao abismo. É o retrato de uma mulher indomável, em luta contra as traições da mente, tenazmente agarrada à ideia de si mesma, à memória da sua vida, à memória de um amor imenso.

 

16. Trainspotting | Irvine Welsh

Livros Fim Relacao Trainspotting

Sinopse: Trainspotting fala-nos de um grupo de jovens da Edimburgo dos anos noventa, tão desesperadamente realistas que para eles o futuro é inconcebível. Ao contrário dos que procuram o dinheiro ou o êxito, eles frequentam o lado obscuro da vida, buscam as sensações intensas e o prazer imediato na heroína, no sexo e no rock-and-roll. Irvine Welsh conseguiu fazer literatura da áspera linguagem dos seus personagens, semelhante à que podemos encontrar em ruas de qualquer cidade europeia. Trainspotting tornou-se um dos acontecimentos culturais da última década na Grã-Bretanha, foi adaptado ao teatro e agora ao cinema por Danny Boyle. «Merece vender mais exemplares que a Bíblia», afirmou em jeito provocador a revista Rebel Inc. «O Celine escocês dos noventa», entusiasmou-se o The Guardian. «É um romance sobre a falta de esperança… mas graças ao humor de Welsh e ao seu virtuosismo com a linguagem, é também um livro de incontível vitalidade», escreveu o Sunday Times. Nascido em 1958 em Leith, Irvine Welsh frequentou a escola nos arredores de Edimburgo, deixando-a aos 16 anos para ser reparador de televisores, punk, drogado e músico falhado, antes de voltar a estudar na Universidade de Herriot-Watt e se tornar romancista. Em entrevista recente definiu assim as suas influências: «Não tenho heróis literários. Não vou buscar as minhas referências aos outros escritores, mas às letras das canções, aos vídeos e sitcoms… cheguei a Burroughs via Lou Reed ou Iggy Pop; a Brendan Behan e Dermot Bolger através das palavras de Shane McGowan dos Pogues.»

 

17. Juro Amar-me | Isabel Baía Marques

Livros Fim Relacao Juro Amar me

Sinopse: Eu sei que tu muitas vezes te sentes só.

Eu sei que tu tens dado o teu melhor, tens feito o melhor. Mesmo quando está tão escuro.

Eu sei que tu acordas muitas vezes com vontade de não acordar.

E que te deitas outras tantas com vontade de esquecer.

Quantas vezes quiseste fazer as coisas à tua maneira, mas não deu?

Quantas vezes quiseste gritar, mas guardaste o grito dentro de ti?

Quantas vezes quiseste dar um murro na mesa, mas não te moveste?

Quantas vezes te quiseste pôr em primeiro lugar mas deixaste-te ficar para trás?

Qual foi a última vez que olhaste para ti e disseste, olhos nos olhos, o quanto te amas? (Alguma vez o fizeste sequer?)

Não, tu não chegaste aqui por acaso. Não pegaste neste livro por acaso.

Abre-o. Lê-o. Inspira-te. Há algo para ti aqui dentro.

Abandona o medo. Muda de vida. Ama-te!

Juro Amar-me leva ao questionamento interior – «Quem sou eu? O que faço aqui?

Será que estou onde quero estar?» } – e aborda temas tão diversos como a pressão para o sucesso existente na sociedade atual, o apego a relacionamentos tóxicos e destrutivos, a ansiedade como epidemia deste século, os vícios a que nos agarramos como amortecedores para não encararmos um vazio interno, e ao que tudo isto nos conduz.

Juro Amar-me aborda um processo de autocura por via do desenvolvimento pessoal e espiritual da própria autora.

Estes textos percorrem, assim, de forma prática esse processo, incluindo mais de uma centena de textos inspiradores que escreveu para si mesma.

Juro Amar-me vai muito além de um simples livro de desenvolvimento pessoal. É um livro que fala sobre superação! Verdadeiramente inspirador para qualquer pessoa que queira melhorar-se e tornar-se mais autêntica.

Ler 20 vezes Modificado em sexta, 14 fevereiro 2020 10:56
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."

Mais nesta categoria: « Como posso ler mais?