sexta, 13 dezembro 2019 18:32

Esta é a melhor posição para dormir

Escrito por
Classifique este item
(3 votos)
Esta é a melhor posição para dormir Esta é a melhor posição para dormir

Dormir, e dormir bem, é importante para qualquer pessoa conseguir acordar com energia e estar pronta para o seu dia.

Mas durma ou não as supostas oito horas, a posição em que dorme desempenha um papel importante na qualidade do sono.

Apesar de provavelmente preferir uma determinada posição, saiba que diferentes posições de dormir apresentam diferentes benefícios para si.

De acordo com os investigadores, dormir de costas é a posição menos comum, contudo, as pesquisas revelaram que esta é a melhor posição para dormir - é a mais saudável.

Quando se deita de costas, o seu peso é distribuído uniformemente. Para além disso, o seu rosto está voltado para cima, portanto, não há pressão exterior no pescoço.

Deste modo, e também por estar alinhada, é a posição que melhor protege a sua coluna, reduzindo a pressão nas costas e articulações. Pode colocar uma almofada atrás dos joelhos para um melhor suporte à curvatura natural das costas.

Ainda, dormir de costas pode ajudar a aliviar dores nos joelhos e no quadril.

Como bónus, também protege a pele do rosto do atrito com a almofada, prevenindo rugas e evitando as sujidades da fronha.

Portanto, deite-se de costas e estique o corpo inteiro. É a melhor forma de acordar revigorada no dia seguinte.

De salientar que, para quem sofre de apneia do sono, quem costuma ressonar, e mulheres grávidas, esta posição não é a melhor. Nestes casos, é aconselhado dormir de lado.

Se não quer dormir de costas, as outras posições de dormir, por ordem de benefícios, são:

  • Dormir de lado;
  • Posição fetal;
  • De barriga para baixo.

Continua a acordar a meio da noite? Aprenda algumas técnicas para ajudar a adormecer depois de acordar a meio da noite.

Ler 1523 vezes Modificado em quarta, 25 março 2020 19:07
Sara Ribeiro

Redatora Principal

"Tomei o gosto pelas palavras bem cedo.
Encantada por todas as leituras e escritas que passaram e continuam a passar por mim, o meu percurso inevitável em Comunicação guiou-me até aqui.
Continuarei, para sempre, enamorada pelo poder da informação e pela liberdade que ela respira."